Rejeitamos a candidatura americana de Claver-Carone à presidência do BID

Comparte en redes sociales

EXIGIMOS O ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES DO BID

REJEITAMOS A CANDIDATURA AMERICANA DE CLAVER-CARONE À PRESIDÊNCIA DO BID

A próxima eleição de um novo presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), prevista para setembro de 2020, ocorre em um contexto de múltiplas crises para nossa região, o atual epicentro global da pandemia do novo coronavírus.

Nesse contexto difícil, com impactos sanitários e econômicos sem precedentes na história da América Latina, o governo Trump propôs a seu assessor e atual diretor de assuntos do Hemisfério Ocidental do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Mauricio Claver-Carone, como candidato à presidência do BID.

Com isso, rompeu o acordo não escrito desde a fundação do banco em 1959, com relação a essecargo sempre que recair sobre uma candidatura proposta por um país latino-americano. Os governos mais alinhados com a política dos EUA na região apoiaram esta proposta, enquanto a maioria mostrou cautela.

Pior ainda, as declarações públicas de Mauricio Claver-Carone são contrárias às necessidades atuais da América Latina. A abordagem do candidato dos EUA é resumida em (i) o crescimento econômico como o aspecto mais importante do papel do banco de desenvolvimento; (ii) a consolidação das relações Norte-Sul por meio de empresas transnacionais norte-americanas para garantir sua segurança econômica; e (iii) a condenação e punição de países onde já existem bloqueios econômicos por parte dos Estados Unidos.

Por outro lado, a resposta que nossos países precisam para enfrentar a pandemia e as graves consequências que ela está causando no plano econômico, social e trabalhista, precisade um BID com uma abordagem e uma ação renovadas de curto e longo prazo, que rompam com a lógica neoliberal dominante que não serve mais para o enorme desafio que a Covid-19 nos colocou. O período de recuperação será longo, e se prevê um aumento da pobreza e da desigualdade. Uma continuidade da priorização de investimento em setores como infraestrutura, transporte e energia para desenvolver indústrias extrativas, facilitar o comércio exterior ou promover megaprojetos do setor privado, com impactos socioambientais negativos, apenas prejudica a saída da crise.

Portanto, é necessário um BID que esteja a serviço do fomento do agro, segurança alimentar, da proteção do meio ambiente, através de uma mudança da matriz energética, cadeias de valor local, do crescimento endógeno, do emprego produtivo; um BID que responda com iniciativas relativas às propostas de cancelamento do serviço da dívida e a concessão de financiamento altamente concessional, entre outras novas prioridades para a região.

Diante do exposto:

1. Exigimos o adiamento das eleições para a presidência do BID para o primeiro ou segundo trimestre de 2021 e a geração – nos próximos meses – de verdadeiros espaços de diálogo e debate entre as candidaturas e os diversos atores da região (organizações da sociedade civil, movimentos sociais, centrais sindicais, organizações camponesas, povos indígenas, movimentos feministas, organizações de mulheres, da diversidade sexual, de jovens, etc.). Um processo fundamental no contexto atual e que dará maior legitimidade ao processo.

2. Rejeitamos a indicação de um candidato dos EUA para Presidente do BID. A região precisa de uma presidência que represente a América Latina e o Caribe, com um conhecimento profundo da região e de suas necessidades, ainda mais diante dos desafios sem precedentes para os próximos anos.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) pode desempenhar um papel fundamental em sua capacidade de banco regional de fomento para a América Latina, mas para isso precisa se transformar.

América Latina, 17 de agosto de 2020

Latindadd – Red Latinoamericana por Justica Económica y Social.

Se você deseja aderir a este pronunciamento, pode deixar sua assinatura no seguinte linkhttps://bit.ly/328OmJ8


Endossos à nossa declaração

– Comisión Nacional de Enlace – Costa Rica
– Fundación Constituyente Siglo XXI – Chile
– RMALC – México
– Forum Solidaridad Perú
– DECIDAMOS campaña por la expresión ciudadana – Paraguay
– RENICC – Nicaragua
– Cedecam – Nicaragua
– Comisión de Justicia Social – Chimbote – Perú
– Instituto Popular de Capacitación -IPC – Colombia
– CGTP – Perú
– REBRIP – Red Brasileña por la Integración de los Pueblos – Brasil
– Red de Género y Comercio – AL
– Instituto EQUIT – Gênero, Economia e Cidadania Global – Brasil
– Movimiento Tzuk Kim-pop – Guatemala
– Society for International Development (SID)
– Movimiento Migrante Mesoamericano
– Foro Social Panamazonico San Martín – Perú
– Gestos (soropositividade, comunicação, gênero)
– Centro de Derechos Económicos y Sociales – Ecuador
– INESC – Brasil
– Clímax Brasil
– Jubileo 2000 Red Ecuador
– Fundación para el Desarrollo de Políticas Sustentables (Fundeps) – Argentina
– Birkbeck University of London – Reino Unido
– Urgewald – Alemania


Comparte en redes sociales

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.